domingo, 19 de fevereiro de 2012

Trechos do Manifesto Antropofágico

Só a antropofagia nos une.
Socialmente, Economicamente,
Filosoficamente.                                                                                    *  


Única lei do mundo. Expressão mascarada
de todos os individualismos, de todos os
coletivismos. De todas as religiões. De
todos os tratados de paz.


Tupy, or not tupy that is the question.


Só me interessa o que não é meu.
Lei do homem. Lei do antropofago.


Foi porque nunca tivemos gramáticas, 
nem coleções de velhos vegetais. 
E nunca soubemos o que era urbano, 
suburbano, fronteiriço e continental. 
Preguiçosos no mapa-múndi do Brasil.


Queremos a Revolução Caraíba. 
Maior que a Revolução Francesa.                                    
A unificação de todas as revoltas eficazes                                    
na direção do homem. Sem nós a Europa 
não teria sequer a sua pobre declaração 
dos direitos do homem.


Antes dos portugueses descobrirem o Brasil,
o Brasil tinha descoberto a felicidade.


A alegria é a prova dos nove.


Oswald de Andrade
* Abaporu "homem que come" de Tarsila do Amaral

2 comentários:

  1. Saudade das suas postagens! Escolheu bem o trecho =) Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Adorei o poema, sou fã deste cara!

    ResponderExcluir